Tema de Estudo

Desejo e Gozo

Neste ano de 2019, no espaço Estudo com Freud e Lacan, vamos introduzir a interrogação feita por Lacan em O desejo e sua interpretação: “O que é o desejo”? Puxando este fio, no seminário sobre a angústia, ele irá lançar o aforismo: “Só o amor permite ao gozo condescender ao desejo.” (p.197), numa proposta de pensar a vida amorosa atravessada pela castração. Avançar na articulação entre desejo e gozo, depois de estudarmos o amor (tema de estudo em 2018), coloca-nos como tarefa um retorno ao Projeto, texto de 1895, que nos permite pensar que o desejo, ​wunsch, seria um impulso à representação de um estado mítico de satisfação inexoravelmente perdido. A repetição entra neste circuito como demanda à esse retorno. Freud vai trabalhar o desejo exemplarmente nos sonhos, nos chistes, nos lapsos e nos sintomas. Até 1920, a matriz do princípio do prazer/desprazer tentará se equilibrar entre a pulsão e o desejo. A partir daí, o gozo, que se encontra além do princípio do prazer, traz uma revirada na psicanálise, marcada agora pela pulsão de morte. É também Lacan que, revisitando Freud, nos mostra isso com clareza. É esta articulação entre gozo e desejo e as questões que ela levanta, que irão motivar nosso estudo nas segundas quartas – feiras de cada mês. Estes encontros são gratuitos e aguardamos os interessados no tema.