Clínica Social

A formação do psicanalista se faz via o tripé: análise pessoal, formação teórica e prática clínica supervisionada. Sabe-se que cada uma dessas vertentes está entrelaçada com as outras e contribui para o avanço da psicanálise. Assim, a escuta clínica surge como uma possibilidade para as pessoas que freqüentam os seminários de formação, através de uma parceria com a paróquia da Igreja da Boa Viagem. Ao contribuir para este projeto social, num movimento moebiano, a EFBH/iepsi é alimentada pelas questões e produções decorrentes desta prática.

Coordenação – Suzana Márcia Dumont Braga