Publicação

Escrever em psicanálise é um ato peculiar aos analistas pois aponta para a implicação e compromisso ético na transmissão da psicanálise. Toda transmissão se sustenta na transferência e no sujeito suposto saber. Na Escola, a aposta no escrito, transferência de trabalho traz efeitos advindos dos cartéis, das jornadas, da secção clínica, dos seminários, da direção de fazer Escola. As revistas “Griphos” e “Documenta” são os espaços que se organizam as produções, artigos e conferências, trilhando nosso estilo de fazer psicanálise.

Coordenação

Suzana Braga: subraga@gmail.com